Movimento de Trabalhadores

Os sindicatos têm origem nas chamadas "corporações de ofício", na Europa dos tempos da Idade Média, passando pelas "sociedades de socorro mútuo" da Revolução Industrial (Inglaterra) quando, então, as contradições do sistema capitalista se evidenciaram. Destarte, o proletariado percebe a necessidade de se associarem e, juntos, negociarem as suas condições de trabalho, dando lugar aos sindicatos. Convém dizer que o sindicalismo em si mesmo não possui caráter revolucionário, contudo de acordo com os princípios de organização leninistas é um grande espaço para a atuação, onde se pode conhecer a classe trabalhadora não-organizada e seus anseios educando-a e por ela sendo educado dialeticamente, sendo a revolução o resultado de todo um processo educativo do povo não saindo da cabeça de poucos iluminados.

A Unidade Classista (UC) é uma corrente sindical da esquerda revolucionária, formalmente fundada no final de 2012, que atua com a perspectiva de ajudar no processo de organização dos trabalhadores para o enfrentamento aos ataques que o sistema capitalista e seus gestores nos impõem. É uma frente de massa que atua na realidade imediata da classe trabalhadora, nas reivindicações desta.

Na perspectiva da construção de uma nova e ampla entidade sindical, classista, democrática e independente para a condução das lutas do proletariado, é fundamental que a Unidade Classista mantenha permanente e franco diálogo com as forças que atuam na defesa dos trabalhadores sob um viés classista, pois são nossos aliados na luta contra o capital. luta contra a dominação do bloco de poder formado pelo latifúndio, os monopólios e o imperialismo no Brasil e pela construção do socialismo em nosso país e no mundo. Nossa tarefa, portanto, não é nada simples: organizar os trabalhadores, elevar seu nível de consciência e construir um sindicalismo pela base em todo o país (evocando também o internacionalismo proletário), combatendo o sectarismo e o corporativismo.

Pensamos que a criação de uma nova central deve ser produto de um processo de unidade de ação nas lutas cotidianas dos trabalhadores e de acordo com um calendário que não seja burocrático e muito menos se deixe confundir com a agenda eleitoral nacional. Sendo a central uma união voluntária de forças políticas e sindicais, nenhuma delas pode impor a outras a sua concepção, sob pena de se tratar de uma falsa unidade

Em nossa região, estamos dispostos ao debate, à organização, e à luta. Para isto, chamamos os trabalhadores e trabalhadoras a retomarem a sua organização em cada local de trabalho, combatendo os acordismos do "sindicalismo de gaveta" a fim de atingir a melhoria das condições de vida e de trabalho da classe trabalhadora na perspectiva da luta de classes. Você que é um trabalhador combativo, junte-se conosco!

Blog nacional da Unidade Classista: http://csunidadeclassista.blogspot.com.br/