Bolivianos enfrentam a repressão e exigem melhores salários

05/05/2012 10:46

 

Pelo menos três manifestantes foram presos nesta terça-feira, 24 de abril, numa manifestação sindical na capital La Paz, durante o primeiro dos dois dias de protestos por melhores salários para os trabalhadores do país.

A manifestação começou no bairro operário de El Alto e prosseguiu até o centro da cidade.

A polícia foi enviada para conter os trabalhadores que, em resposta, lançaram pedras e ‘bananas’ de dinamite contra os aparatos repressivos. Os porta-vozes do gerenciamento oportunista de Evo Morales alegaram que as ações partiram de “provocadores infiltrados na marcha”, mas líderes sindicais responsabilizaram a polícia, aumentando a insatisfação popular que Evo enfrenta em vários distritos bolivianos. Pelo menos 10 policiais ficaram feridos durante os confrontos.

Os trabalhadores protestam contra o crescente aumento do custo de vida e exigem um aumento salarial superior a 8%.

Nesse mesmo dia, médicos e estudantes de medicina tentaram ocupar a sede do Ministério da Saúde, em protesto contra o aumento da jornada de trabalho dos médicos e enfermeiros, que passou de seis para oito horas diárias. Os estudantes e trabalhadores da saúde foram reprimidos com canhões d’água. Um estudante foi detido.

fonte:http://anovademocracia.com.br/blog/?p=3256